A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Prémio Sakharov recompensa determinação de Guillermo Fariñas

Prémio Sakharov recompensa determinação de Guillermo Fariñas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Uma vontade a toda a prova galardoada com o Prémio Sakharov do Parlamento Europeu. Guillermo Fariñas, 48 anos, é jornalista e psicólogo cubano. Realizou 23 greves de fome contra o regime. A última durou 135 dias e terminou, em Julho, com a libertação e o envio para Espanha de alguns prisioneiros políticos.

É a terceira vez em oito anos que a dissidência cubana é premiada pelos eurodeputados.

Em 2002, o Prémio Sakharov foi entregue a Oswaldo Paya Sardiñas e, em 2005, o galardão foi para as “Damas de Branco”, que reúne esposas e familiares de dissidentes detidos.

Trata-se de um novo sinal para Cuba, a poucos dias de os Vinte e Sete abordarem a manutenção ou não da “posição comum”, que estipula que as relações políticas com a União dependem do respeito dos direitos humanos em Havana.