Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

O Vesúvio já não é a maior ameaça para Pompeia

O Vesúvio já não é a maior ameaça para Pompeia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A negligência das autoridades napolitanas parece ser uma ameaça maior para Pompeia do que a erupção do Vesúvio há mais de 1900 anos.

O desmoronamento de uma das casas do monumento arqueológico, registado ontem, abriu um virulento debate em Itália, sobre a falta de manutenção de alguns edifícios históricos.

A zona que circunda a chamada “casa dos gladiadores” foi encerrada ao público, por razões de segurança.

Para o director dos museus do Vaticano, “se Pompeia estivesse noutras regiões de Itália com mais meios, talvez não estivesse nesta situação de abandono e seria uma das zonas arqueológicas mais importantes do mundo, um recurso turístico importante e um sítio fantástico para ser estudado”.

Segundo os responsáveis do monumento, o desmoronamento ter-se-ia devido a uma infiltração nas paredes da casa, renovada nos anos 50 assim como a maioria dos edifícios.

A imprensa italiana apontava culpas aos cortes nas despesas de manutenção dos monumentos históricos levada a cabo pelo governo de Silvio Berlusconi.