Última hora

Erdogan recebido no Líbano por arménios

Erdogan recebido no Líbano por arménios
Tamanho do texto Aa Aa

O Primeiro-Ministro turco, Tayyip Erdogan iniciou esta quinta-feira uma visita ao Líbano, marcada desde já por protestos.

A comunidade arménia residente no país manifestou-se, na Praça dos Mártires, em Beirute, contra a visita, repetindo acusações contra Turquia, pelo genocídio de 1915.

O antigo ministro libanês das telecomunicações lamentou que a Turquia não reconheça uma evidência histórica:

“Nós temos também uma grande mágua, por a Turquia não reconhecer o genocídeo arménio. Uma coisa inaceitável, quase 100 anos depois de ter acontecido”.

No plano institucional, as coisas correram bem melhor.

Erdogan foi recebido pelo presidente Michel Suleiman e pelo primeiro ministro, Saad al-Hariri.

Condenou aquilo a que chamou de “desumano ataque” israelita de 2006 e manifestou o empenhamento da Turquia na cooperação para a reconstrução de Beirute.

O exemplo mais visível dessa cooperação é a construção de 55 escolas, com a ajuda de Ancara.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.