Última hora

Última hora

Haitianos preparam-se para as eleições

Em leitura:

Haitianos preparam-se para as eleições

Haitianos preparam-se para as eleições
Tamanho do texto Aa Aa

Epidemia de cólera não faz os haitianos perderem o ânimo. O país mobiliza-se para as eleições do próximo domingo.

Enquanto os haitianos fazem fila para receber o bilhete de identidade, que lhes permite votar, a ONU concentrou-se em evitar distúrbios. Para isso dividiu as assembleias de voto em três áreas, que vão das de maior às de menor risco.

Para o responsável desta missão de paz as eleições são um imperativo. Edmond Mulet afirma que a epidemia de cólera vai tornar-se mais grave e que se as eleições não se realizarem agora será muito difícil definir uma outra data, porque será pior fazê-lo quando a situação pandémica se deteriorar.

São dois os favoritos nas presidenciais. A ex-primeira dama Mirlande Manigat, de setenta anos, é professora universitária.

Jude Célestin, 44 anos, apoiado pelo actual presidente, está à frente do organismo criado para a reconstrução do país.

Para além do presidente os haitianos vão eleger 11 senadores e os 99 deputados do parlamento.

Os nove mil militares, que participam da Missão da ONU para a Estabilização do Haiti vão garantir a segurança nos 1.500 locais de voto e de apuração dos resultados.