Última hora
This content is not available in your region

Bruxelas puxa orelhas da Hungria por causa de derrame tóxico

Bruxelas puxa orelhas da Hungria por causa de derrame tóxico
Tamanho do texto Aa Aa

A Hungria nunca deveria ter autorizado a construção do reservatório na origem do derrame tóxico de 4 de outubro de 2010. A conclusão é da Comissão Europeia, que denuncia um erro de classificação dos resíduos.

A lama tóxica inundou dezenas de aldeias, matou dez pessoas e deixou 150 feridos.

Joe Hennon, porta-voz da Comissão Europeia, afirma que “os húngaros classificaram incorretamente a lama vermelha no alvará de construção. Deveria ter sido classificada como perigosa, mas tinha sido classificado como não perigosa”.

Bruxelas espera mais informações de Budapeste e mantém em aberto a hipótese de iniciar um procedimento de infração por incumprimento da lei europeia sobre detritos perigosos.

O derrame tóxico da região de Kolontar foi a pior catástrofe ecológica da história da Hungria.