Última hora
This content is not available in your region

Mubarak diz que está "farto" mas teme "caos"

Mubarak diz que está "farto" mas teme "caos"
Tamanho do texto Aa Aa

Recusando ceder à pressão interna e internacional, Hosni Mubarak diz que está “farto” do poder e que “gostaria de partir” mas receia que o país “caia no caos”.

Declarações do presidente egípcio na primeira grande entrevista desde o início do protesto, concedida à correspondente da cadeia norte-americana ABC, Christiane Amanpour.

A respeito do pedido de Barack Obama para uma transição “imediata” para a democracia, Mubarak disse à jornalista veterana que o presidente norte-americano “não percebe a cultura egípcia”.

Amanpour encontrou também o vice-presidente Omar Suleiman, que garantiu que o poder egípcio não irá recorrer à força para esvaziar a Praça Tahrir do Cairo.

Suleiman afirmou que “não será usada qualquer violência” contra os manifestantes. As autoridades vão apenas “pedir-lhes que vão para casa e pedir aos seus pais que lhes digam para regressarem a casa”.

Amanpour insistiu, perguntado se “o exército poderá ser instruído para evacuar a praça”.

Suleiman garante que “pedirão” aos manifestantes “para irem para casa, mas nunca serão forçados”.