Última hora
This content is not available in your region

Procurador de Milão pede julgamento imediato de Berlusconi

Procurador de Milão pede julgamento imediato de Berlusconi
Tamanho do texto Aa Aa

A justiça italiana aumenta a pressão sobre Silvio Berlusconi. O procurador de Milão vai pedir hoje o julgamento imediato do primeiro-ministro, acusado de abuso de poder e de ter praticado relações sexuais com uma menor.

Os juízes na origem do processo afirmam ter provas concretas de que Berlusconi recorreu aos serviços de uma prostituta menor e que se utilizou da sua posição no governo para libertá-la da prisão.

Se a justiça aceitar o pedido, Berlusconi, que se afirma inocente, poderá ser julgado nos próximos dois meses.

Segundo algumas sondagens, a nova vaga de escândalos não parece afetar seriamente a popularidade do presidente.

“Já estamos a ficar bastante cansados de todos estes escândalos. Já era altura dos políticos começarem a falar de outros temas. É insuportável”, afirma um italiano.

Os advogados de Berlusconi afirmaram que pretendem apresentar recurso do pedido de julgamento imediato.

O primeiro-ministro acusa os juízes de Milão de perseguição política e deverá tentar atrasar um eventual julgamento, pedindo que o processo seja enviado para outra comarca.