Última hora
This content is not available in your region

Frontex vai ajudar Itália com imigração ilegal

Frontex vai ajudar Itália com imigração ilegal
Tamanho do texto Aa Aa

Os imigrantes ilegais tunisinos agradecem o acolhimento da população de Lampedusa, mas a Itália conta agora com a chegada da Frontex para controlar o fluxo migratório.

A agência europeia para o controlo das fronteiras anunciou que vai enviar, nos próximos dias, 30 a 50 pessoas, navios e aviões, enquanto a Comissão Europeia disponibilizou cem milhões de euros de ajuda.

A chegada de milhares de tunisinos a Lampedusa criou tensão diplomática entre a Itália e a Tunísia, mas para o diretor da Frontex, Ilkka Laitinen, é necessário um trabalho conjunto: o problema “tem de ser resolvido de forma integrada. Todos os setores políticos, todos os intervenientes, todas as autoridades têm de estar unidas numa estratégia comum. O controlo fronteiriço faz parte da solução mas não é a solução”.

A operação da Frontex permite também acalmar a tensão entre Roma e Bruxelas, depois do governo italiano ter criticado a falta de ação europeia.

Nos últimos dias, cerca de cinco mil tunisinos desembarcaram em Lampedusa. Um fluxo inesperado, após a revolução de Jasmim, que inquieta os europeus, incapazes de se unirem em termos de política de imigração.