Última hora
This content is not available in your region

Khadafi aperta o cerco aos opositores ao regime

Khadafi aperta o cerco aos opositores ao regime
Tamanho do texto Aa Aa

A Líbia está a ser palco de mega manifestações contra Muammar Khadafi, mas apenas são difundidas as imagens de apoio ao regime.

Os meios de comunicação social estrangeiros estão ser impedidos de acompanhar as manifestações e as informações são escassas.

Esta quinta-feira, vários edifícios governamentais foram incendiados e dezenas de manifestantes detidos um pouco por todo o país.

Influenciados pela revolta popular na Tunísia e no Egito, milhares de líbios esperam, também aqui, fazer cair o homem que governa o país há mais de quatro décadas.

Uma testemunha descreve o ambiente que se vive no país:

“As pessoas entoam cânticos contra o regime, os manifestantes querem derrubar o regime.

O governo e os mercenários usam armas e gás lacrimogéneo e há pessoas a morrer. O governo cortou o acesso à internet e as ligações telefónicas. Estão a tentar acabar com esta revolução. Algumas pessoas morreram em diferentes cidades do país. A situação é muito difícil e o governo proibiu os jornalistas de cobrirem os protestos.”

Estima-se que pelo menos 14 pessoas tenham sido mortas.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.