Última hora
This content is not available in your region

Londres prepara resgate de nacionais em zonas remotas da Líbia

Londres prepara resgate de nacionais em zonas remotas da Líbia
Tamanho do texto Aa Aa

Prosseguem, a contra-relógio, as operações para repatriar milhares de estrangeiros da Líbia.

Cerca de mil chineses embarcaram hoje em dois ferry boats, no porto de Benghazi, no leste do país com destino à Tunísia. Pequim ultima esforços para repatriar mais de 12 mil cidadãos nacionais que vivem no país, num momento em que centenas de norte-americanos deverão chegar nas próximas horas à ilha de Malta, depois de aguardarem dois dias pela chegada de dois ferrys.

Entretanto 43 cidadãos russos e ucranianos aterraram hoje em Moscovo, provenientes da capital líbia, sob vigilância das forças fiéis ao regime.

“Um grupo de líbios ajudou-nos a passar todos os controlos, não sei como conseguiram fazer. Retiraram-nos os cartões de telemóvel e das máquinas fotográficas. Estavam todos encapuzados e mostravam-se muito agressivos”.

A imprensa em Malta, avança entretanto que o Reino Unido poderá ter deslocado para a ilha um grupo de forças especiais britânicas e dois helicópteros do exército. Londres estará a preparar operações de resgate de nacionais em campos petrolíferos nas zonas remotas líbias, onde trabalham mais de uma centena de britânicos.