Última hora
This content is not available in your region

Líder xiita exilado regressou ao Bahrein

Líder xiita exilado regressou ao Bahrein
Tamanho do texto Aa Aa

No Bahrein, Hassan Machaimaa, o líder xiita da oposição, regressou ao país vindo da Turquia onde estava exilado.

No aeroporto de Manamá, onde não foi abordado pela polícia, esperavam-no a família e amigos.

“As exigências são feitas pelo povo com base na morte das pessoas que morreram e que enfrentaram tudo na sua luta. Por isso estou com o povo”, declarou Machaimaa à chegada.

Na Praça Pérola no centro da capital, milhares de manifestantes protestavam contra o governo do rei Hamad Ben Issa Al-Khalifa.

Num gesto de boa vontade, o monarca demitiu sexta-feira quatro ministros e iniciou um diálogo com a oposição.

Todavia, este gesto não satisfez os manifestantes que hoje voltaram à rua.

“Queremos que demita o governo. Nem mais, nem menos. Todo o governo, todos os ministros e o primeiro-ministro Khalifa Bin Salman. Queremo-los todos demitidos”, reclama uma jovem manifestante.

Setenta por cento da população do Bahrein é xiita e afirma ser discriminada pela dinastia Khalifa, que governa o sultanato há 200 anos.