Última hora

Portugal pede apoio contra ataques dos mercados

Portugal pede apoio contra ataques dos mercados
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Portugal lançou um apelo aos parceiros da União Europeia para que ajudem o governo contra o que diz serem novos ataques dos mercados.

Numa conferência organizada pela Reuters e pela TSF, o primeiro-ministro José Sócrates disse que “a crise das dívidas é o maior desafio de sempre da União Europeia e e o bloco tem que defender todos os Estados-membros nesta luta”. Já Teixeira dos Santos, ministro das Finanças, diz que “a Europa tem que tomar medidas mais fortes para proteger as economias mais fracas”.

Depois da Grécia e da Irlanda, Portugal é dado como sendo o próximo país a precisar da ajuda do FMI e dos parceiros da União Europeia. No entanto Lisboa continua a resistir a um pedido oficial de ajuda.

A conferência contou também com o presidente do Banco Espírito Santo que, tal como os dois governantes, pediu medidas firmes a serem tomadas nas duas próximas cimeiras europeias.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.