Última hora

Primeiro Ajdabyiah e depois Benghazi

Primeiro Ajdabyiah e depois Benghazi
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As tropas de Kadhafi preparam-se para assaltar o principal bastião rebelde, Benghazi, mas antes avançam para Ajdabiyah. A pequena cidade está quase deserta. A ofensiva terrestre aproxima-se.

“Todos estão confusos e assustados. Pode ver que as lojas estão fechadas. Ninguém o que vai acontecer”, diz um farmacêutico.

As forças governamentais já começaram a bombardear a localidade que fica a apenas 160 quilómetros de Benghazi. Violentos combates também se registam em Brega. Os rebeldes dizem ter recapturado a cidade, depois de a terem perdido, no domingo.

No oeste, as forças revolucionárias ainda estão na posse de Misrata.

No hospital de Ajdabyiah estão muitos feridos. As informações sobre as vítimas mortais do conflito são quase inexistentes. Há inúmeros deslocados, pelo menos 250 mil.

Apoiadas pela força aérea e um poder de artilharia bastante superior, as tropas governamentais reconquistam pouco a pouco o Leste do país.

O objetivo será Benghazi.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.