Última hora
This content is not available in your region

Habitantes de Lampedusa barram entrada de refugiados

Habitantes de Lampedusa barram entrada de refugiados
Tamanho do texto Aa Aa

Os habitantes de Lampedusa decidiram dizer basta à entrada massiva de milhares de clandestinos na ilha italiana. Esta sexta-feira, os residentes impediram que um navio com 116 refugiados atracasse e tentavam barrar a chegada de outras quatro embarcações. Para isso, ameaçavam atirar-se para a água.

Lampedusa é para muitos vista como a porta de entrada para a Europa. Fica a mais de 100 quilómetros da Tunísia e é habitada por cinco mil pessoas.

Segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, desde a revolta na Tunísia mais de dez mil imigrantes chegaram à pequena ilha. A maior parte foi reencaminhada para outros pontos de Itália, mas três mil refugiados estão atualmente no centro de acolhimento local, com uma capacidade limitada a pouco mais de 800 pessoas.

O autarca da ilha, Bernardino de Rubeis, alerta que a situação começa a ficar insustentável e que começa a faltar água potável.