Última hora

Mulher líbia acusa militares de violação

Mulher líbia acusa militares de violação
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Uma mulher libia entrou num hotel de Tripoi,, onde estavam jornalistas estrangeiros e acusou os militares de Kaddafi de maus tratos.

Iman al-Obeidi, apesar de constantemente interrompida pelos serviços de segurança, conseguiu dizer que foi apanhada num check point e acabou por ser violada por um conjunto de militares.

Disse mais: o seu caso não é único e que muitas mulheres líbias têm tido a mesma sorte.

Alguns jornalistas que lhe lhe fizeram perguntas foram afastados.

O mesmo aconteceu com Iman que foi metida num automóvel e afastada do local.

O porta-voz do governo de Kadaffi tentou desmentir as acusações. Diz que tudo foi devidamente investigado e insinuou que Iman al-Obeidi tem problemas de sanidade mental:

“Um relatório inicial diz que ela sofre de problemas mentais. Ela está a ser tratada e os inquiridores estão a tentar saber onde vive e quem é a sua família. Ela está a recusar dar-nos essa informação, quem é a sua família, o seu pai, as suas irmãs, os seus irmãos, para conferirmos a sua identidade e conhecermos a sua condição mental, a sua condição física. Saber se foi realmente abusada, ou se são apenas fantasias. Queremos tratá-la fisicamente, para depois a entregarmos. É isto que é feito em qualquer lugar do mundo”.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.