Última hora
This content is not available in your region

Lampedusa sem condições para receber mais imigrantes

Lampedusa sem condições para receber mais imigrantes
Tamanho do texto Aa Aa

Nas últimas 24 horas desembarcaram na ilha italiana de Lampedusa 1.200 imigrantes vindos do norte de África.

Entre eles contam-se 300 que tinham deixado a Líbia há quatro dias numa embarcação de onde foi lançada uma mensagem de socorro por causa das condições precárias em que navegavam.

Esta chegada massiva de imigrantes a Lampedusa agrava a situação crítica vivida na ilha, que alberga atualmente cerca de cinco mil imigrantes ilegais, metade dos quais está em acampamentos a céu aberto porque esgotou-se a capacidade dos centros de acolhimento.

Entretanto, o ministro do Interior italiano, Roberto Maroni, admitiu levar a cabo repatriações forçadas de imigrantes procedentes da Tunísia, se o governo de Tunis não atuar com firmeza para impedir a saída de imigrantes ilegais a partir da costa tunisina.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.