Última hora

Costa do Marfim: descobertos 800 corpos fruto da violência intercomunitária

Costa do Marfim: descobertos 800 corpos fruto da violência intercomunitária
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 800 pessoas terão sido mortas, em apenas uma semana, na região oeste da Costa do Marfim.

A denúncia é feita pelo Comité Internacional da Cruz Vermelha. O organismo acredita que são vítimas de violência entre as várias comunidades do país.

As pessoas foram encontradas mortas, na terça-feira, em Duékoué pelos delegados do Comité Internacional da Cruz Vermelha. Uma informação, hoje, tornada pública.

Em comunicado, o Comité Internacional da Cruz Vermelha refere que, no final da semana, os responsáveis no terreno transportaram para a morgue dezenas de corpos. Adiantando, que seriam precisos vários dias para concluir a operação.

Os confrontos na Costa do Marfim intensificaram-se nos últimos dias.

De uma lado estão os partidários do presidente cessante, Laurent Gbagbo, do outro apoiantes de Alassane Ouattara, que a comunidade internacional reconhece como vencedor das presidenciais de Novembro.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.