Última hora

Última hora

Fuga de água radioativa na central de Fukushima

Em leitura:

Fuga de água radioativa na central de Fukushima

Fuga de água radioativa na central de Fukushima
Tamanho do texto Aa Aa

Foi detetada uma nova fissura na estrutura de betão do reator II da central nuclear de Fukushima.

A informação é avançada pela Tepco, a operadora da central que garante estar já a tentar selar a fuga de água radioativa que está a ser derramada no mar.

As crises nuclear e humanitária fazem aumentar a pressão sobre o primeiro-ministro japonês que, hoje, visitou pela primeira vez a região do nordeste, devastada pelo sismo e pelo tsunami há mais de três semanas.

Na região de Iwate, Naoto Kan prometeu reconstruir a indústria pesqueira e garantiu que o governo não vai poupar esforços para ajudar a população.

A deslocação tardia à região do chefe de governo japonês está ser fortemente criticada.

Kan tinha agendada uma visita a 21 de março, mas acabou por ser adiada devido ao mau tempo.

Até ao momento foram confirmados cerca de 12 mil mortos. 16 mil pessoas estão dadas como desaparecidas.