Última hora

Justiça italiana condena diretor do ThyssenKrupp

Justiça italiana condena diretor do ThyssenKrupp
Tamanho do texto Aa Aa

Dezasseis anos e meio de prisão para o director do grupo alemão ThyssenKrupp em Itália, pela morte de sete trabalhadores num incêndio em 2007. Harald Espenhahn era acusado de “homicídio involuntário” porque, segundo a procuradoria de Turim, a empresa tinha conhecimento dos riscos de incêndio na fábrica de aço onde ocorreu a tragédia.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.