Última hora
This content is not available in your region

Comissão Europeia propõe reformar Tratado de Schengen

Comissão Europeia propõe reformar Tratado de Schengen
Tamanho do texto Aa Aa

Os governos europeus poderão vir a retomar o controlo temporário das fronteiras internas, em situações “excecionais”, como reclamaram recentemente França e Itália.

A Comissão Europeia apresentou esta quarta-feira um conjunto de propostas para melhorar a aplicação do Tratado de Schengen.

Na origem deste projeto estão os desentendimentos que se geraram entre Paris e Roma, com a chegada de mais de 25 mil pessoas vindas do Norte de África rumo à ilha italiana de Lampedusa.

A Comissária Europeia dos Assuntos Internos, Cecilia Malmström, assegurou a que a reforma visa “salvaguardar a estabilidade do espaço Schengen, com a reintrodução temporária de controlos limitados nas fronteiras internas em condições excecionais, como nos momentos em que uma parte da fronteira externa fica sob uma forte pressão inesperada”.

O projeto prevê ainda a finalização do Sistema Europeu Comum de Asilo até 2012, reforçar o papel a Agência Europeia de Controlo das Fronteiras, FRONTEX, e uma abordagem estratégica para as relações com países terceiros em matéria de migração.

Estas propostas vão estar em cima da mesa no Conselho extraordinário de Justiça e Assuntos Internos de 12 de maio. Segue-se um debate centrado na migração, a realizar no Conselho Europeu de 24 de junho.