Última hora

Paquistão: PM regeita acusações

Paquistão: PM regeita acusações
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Primeiro-Ministro do Paquistão, rejeitou as acusações de que a eliminação de Bin Laden por tropas americanas em solo paquistanês revelem incompetência ou cumplicidade na presença do líder da Al-Qaida em território nacional:

“As alegações de cumplicidade ou incompetência são absurdas. Rejeitamos categoricamente essas acusações. As histórias especulativas postas a circular têm por objetivo criar o desânimo.

Estamos determinados em saber como, quando e porquê a presença de Bin Laden em Abbottabad. Foi ordenada uma investigação”, disse Gilani perante o parlamento.

Raza Gilani disse ainda que ações como a levada acabo por tropas americanas em território paquistanês, podem ter graves consequências, mas também afirmou que o seu país dá grande importância às relações com os Estados Unidos:

“Os drones são um instrumento para combater o terrorismo, mas temos dito repetidamente que estes ataques constituem uma violação da soberania do Paquistão e são contraproducentes.

Sobres esta matéria relativa a questões operacionais, temos grandes divergências com os Estados Unidos”, sublinhou.

Em 2007, os talibãs paquistaneses decretaram uma “Jihad”, ou guerra santa, contra Islamabad devido ao apoio do Paquistão aos Estados Unidos.

Desde então cerca de 4300 pessoas morreram em mais de 450 atentados perpetrados no Paquistão

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.