Última hora

Filhos de Bin Laden acusam EUA de violarem a lei internacional

Filhos de Bin Laden acusam EUA de violarem a lei internacional
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Na edição online do The New York Times os filhos mais velhos de Osama bin Laden denunciaram “a execução arbitrária” do pai e acusam os Estados Unidos de violarem a lei internacional.

Na mesma declaração também é referido que Omar Bin Laden sempre discordou da via da violência escolhida pelo pai e lamentou a perda de vidas nos atentados que orquestrou. Já em 2008 afirmava:

“Tenciono ser um embaixador da paz. Penso que posso ajudar as pessoas. Acho que todos deviam ser embaixadores da paz, e não apenas eu e mais alguns”.

Omar e os irmãos condenam o presidente dos Estados Unidos por ter “ordenado a execução de mulheres e de um homem desarmado” sem detenções nem julgamentos e exigem que a ONU leve a cabo um inquérito sobre essa matéria.

Caso não obtenham resposta no prazo de 30 dias, avisam que irão recorrer a outras instâncias internacionais, como o Tribunal Penal Internacional ou o Tribunal Internacional de Justiça.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.