Última hora

Última hora

Lars Von Trier deixa marca em Cannes

Em leitura:

Lars Von Trier deixa marca em Cannes

Lars Von Trier deixa marca em Cannes
Tamanho do texto Aa Aa

As declarações do realizador dinamarquês Lars Von Trier sobre Hitler e o nazismo chocaram os organizadores do Festival de Cannes, que o expulsaram. Lars Von Trier já teve oportunidade de explicar o que disse. Os jornalistas internacionais em Cannes comentam o sucedido.

“Acho que ele está um pouco confuso como muita gente na arte, é um pouco ambiguo, não é evidente”, diz a jornalista iraniana Rokshad Nourdeh.

“Acho que houve uma reação desproporcionada, o facto de ele ser provocador também é muito exagerado. Não, ele apenas estava a brincar connosco, a ver como as pessoas reagem”, refere o jornalista holandês Ronald Rovers.

“Nem o festival nem o mundo pode dar-se ao luxo de perder Lars Von Trier”, diz a repórter italiana, Elena Dal Forno.

O dinamarquês concorreu em Cannes com o filme “Melancolia”, uma peliculada bem posicionada para levar a Palma de Ouro. O Filme arrancou fortes aplausos da plateia. “Melancolia” é um retrato negro sobre uma colisão cósmica que acaba com a vida.

“Acho lamentável porque acho que é o filme mais bem conseguido, para mim é o grande favorito à Palma de Ouro”, confessa Christian Martin, um jornalista francês.

Mais sobre cinema