Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Rússia: homossexuais dizem estar a ser discriminados

Rússia: homossexuais dizem estar a ser discriminados
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os homossexuais estão a ser vítimas de discriminação em todas as esferas da sociedade russa.
 
A denúncia é feita pelas associações de defesa dos direitos de gays e lésbicas, depois de as autoridades terem proibido, mais uma vez, a realização da Parada gay em Moscovo, agendada para o próximo sábado.
 
Os organizadores contestam a decisão:
 
“No trabalho escondemos muitas vezes quem somos porque podem não nos contratar, podem despedir-nos, maltratar-nos ou simplesmente não gostar de nós. Mas o maior problema é o nosso dia a dia em sociedade. A nossa associação conhece muita gente vítima de violência física e verbal” afirma o representante da LGBT.
 
A apoiar o autarca moscovita está a Igreja Ortodoxa Russa, que descreve a homossexualidade como uma doença e um crime. Uma visão partilhada por muitos russos, alguns resolveram dar a cara e manifestaram-se no centro de Moscovo.