A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Nato fica na Líbia até setembro

Nato fica na Líbia até setembro
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Nato prolonga a sua missão, na Líbia, por mais 90 dias. Os países da Aliança Atlântica acordaram manter até finais de setembro a operação militar que visa proteger a população civil da Líbia e que estava prevista só até finais de junho.

Para o secretário-geral da Aliança Atlântica, “esta decisão [é] uma mensagem clara ao povo da Líbia: a Nato, os nossos parceiros, toda a comunidade internacional está convosco e ficaremos no terreno até que possam decidir o vosso futuro – e esse dia está cada vez mais próximo.” Anders Fogh-Rasmussen acredita que mais cedo ou mais tarde Muhammar Kadhafi vai abandonar o poder.

Um otimismo que não encontra eco no terreno.

Esta segunda-feira, o presidente da África do Sul, Jacob Zuma, tentou relançar um plano africano para o fim do conflito. Em vão. A resposta foi a mesma: Kadhafi recusa abandonar o poder – condição ‘sine qua non’ imposta pelos rebeldes e pela própria Nato.