Última hora

Birmânia: Suu Kyi homenageia o pai sob olhar atento do regime

Birmânia: Suu Kyi homenageia o pai sob olhar atento do regime
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Pela primeira vez em nove anos, a Nobel da Paz e líder da oposição birmanesa foi autorizada a participar nas cerimónias oficiais do Dia dos Mártires.

Aung San Suu Kyi prestou homenagem ao pai – considerado um herói nacional na Birmânia – e a outras figuras da independência assassinadas em julho de 1947.

A cerimónia organizada pelo regime decorreu sob fortes medidas de segurança.

Mais de 3000 apoiantes da líder da oposição reuniram-se junto à sede da Liga Nacional para a Democracia, partido dissolvido pela junta militar. Seguiram, depois, em direção ao mausoléu dos mártires naquela que já foi considerada a maior demonstração pública desde 2007.

Suu Kyi passou sete anos em prisão domiciliária. Foi libertada em novembro do ano passado.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.