Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Violência aumenta no Afeganistão com o aproximar da saida das tropas da NATO

Violência aumenta no Afeganistão com o aproximar da saida das tropas da NATO
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

No momento em que as tropas da NATO se preparam para deixar o Afeganistão e se avança com a primeira fase de transição, a violência alastra pelo país.

Esta quinta-feira, um responsável pelos serviços de informações do Afeganistão foi assassinado,

na província de Kunduz, num ataque com viatura armadilhada.

A província de Kunduz está no centro de uma nova frente aberta pelos insurrectos no norte do país.

Entretanto, um membro da NATO foi assassinado a tiro por um homem vestido como polícia afegão e

quatro soldados italianos ficaram feridos na sequência de uma explosão, em Herat.

Ataques que vêm sublinhar os desafios que as forças da NATO terão de enfrentar para, até 2014,

entregar a segurança às forças afegãs.

Até ao momento, pelo menos seis militares da ISAF foram mortos este mês, e desde o início do ano o número já ascende a 340.

Em 2010, o ano mais mortífero, 711 militares estrangeiros foram mortos no Afeganistão.