Última hora
This content is not available in your region

China enviou um sério aviso aos Estados Unidos.

China enviou um sério aviso aos Estados Unidos.
Tamanho do texto Aa Aa

O Governo de Pequim diz que os Estados Unidos devem resolver de uma vez o problema da sua dívida estrutural.

Uma chamada de atenção importante, por vir de um dos principais tomadores da dívida norte-americana.

Numa nota governamental distribuida pela agência oficial, a China propôe a criação de uma moeda alternativa ao dolar, para o comércio internacional. Isto, para que o mundo não fique exposto a uma tragédia económica, provocada por um só país.

Pequim exige ainda da Reserva Federal uma garantia, para os ativos chineses em dólares.

Um analista chinês explica o que está em causa:

“O preço das obrigações norte-americanas entrou em queda. A China detém aproximadamente 1,1 triliões de dolares da dívida norte-americana e se perder um por cento no preço de cada uma, a China perderá onze bilhões dólares imediatamente”.

Foi a reação ao corte de notação da dívida norte-americana, pela Agência Standard & Poor’s.

Trata-se de uma atitude inédita. Os Estados Unidos, a maior economia do mundo, a receberem chamadas de atenção da potência emergente.

Resta agora saber se a China se fica pelo aviso, ou se tomará medidas concretas.