Última hora

Última hora

Violência no Reino Unido pode custar mais de 115 milhões de euros

Em leitura:

Violência no Reino Unido pode custar mais de 115 milhões de euros

Violência no Reino Unido pode custar mais de 115 milhões de euros
Tamanho do texto Aa Aa

O cenário apocalíptico visível no Reino Unido leva muitas companhias de seguros britânicas a deitar contas à vida.

A violência dos últimos dias deve custar mais de 115 milhões de euros em compensações para aqueles que perderam a totalidade ou pelo menos parte dos bens.

Os que não têm seguro também se podem fazer reembolsar pela polícia, ao abrigo de uma lei do século XIX sobre as compensações em caso de motim.

“As companhias de seguros vão indemnizar os clientes, sejam eles empresas ou particulares. Os clientes devem contactar a seguradora assim que possível, caso saibam que vão pedir o reembolso. Depois disso, é um problema das seguradoras e do Governo discutir a amplitude da contribuição pública, através de fundos de compensação da polícia previstos pela lei sobre motins”, explica James Dalton, da Associação de Seguradoras Britânicas.

A Associação pediu ao ministério do Interior para alargar de 14 para 42 dias, o prazo do pedido de indemnizações.

Ali Sheikholeslami, Euronews: “Avaliar o custo real dos motins e o impacto na economia britânica vai levar tempo, mas serão seguramente as pequenas empresas quem vai pagar a fatura mais pesada. Numa economia já em tumulto, com o aumento do número de reclamações às companhias de seguros e um elevado sentimento de insegurança, a pressão para que o Governo venha a intervir de forma significativa adivinha-se cada vez maior.”