Última hora

Faltam medicamentos e médicos no único hospital em Trípoli

Faltam medicamentos e médicos no único hospital em Trípoli
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

É o único hospital em Trípoli e está à beira da rutura.

A falta de medicamentos e de profissionais de saúde contrasta com um novo fluxo de feridos provocado pelos intensos combates na capital líbia.

Os médicos apelam às dádivas de sangue, à ajuda de clínicos na reforma e do público em geral.

“Não temos médicos suficientes no hospital. Precisamos de mais profissionais: cirurgiões, ortopedistas e anestesistas. Precisamos de enfermeiras, de técnicos para o raio X. Toda a gente pode ajudar basta vir até ao hospital” afirma um médico.

Há pacientes que deram entrada há mais de três dias e ainda não foram atendidos. A situação é desesperante.

“Não temos medicamentos, comida, água e o hospital está cercado. As pessoas estão com muito medo” refere o pai de um paciente.

A Cruz Vermelha Internacional já respondeu ao apelo e anunciou o envio de provisões e de uma equipa de médicos para o hospital.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.