Última hora

Última hora

Mobilização histórica em Israel

Em leitura:

Mobilização histórica em Israel

Mobilização histórica em Israel
Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de milhares de pessoas desfilaram em várias cidades de Israel para denunciar o elevado custo de vida. O objetivo era reunir um milhão de manifestantes mas os organizadores apontam para a participação de 450 mil pessoas. Um número que, ainda assim, faz deste o maior protesto por motivos sociais na história do país.

Em Telavive, a massa humana convergiu para a praça Hamedina.

“O Parlamento, os ministros e o primeiro-ministro estão a trabalhar para vinte famílias. Eles não se importam com o povo e estamos aqui para recuperar o poder do povo”, declara um manifestante.

“Viemos para manifestar pela justiça social, pela justiça ambiental e esperamos que o governo faça algumas mudanças e oiça as vozes dos que aqui marcaram presença”, acrescenta outra manifestante.

Os israelitas reclamam cortes nos impostos, o alargamento do ensino gratuito e maiores apoios sociais à habitação.

O movimento popular foi iniciado em julho pelos estudantes mas alastrou-se à classe média de todo o país. Uma classe média descontente com o pesado fardo fiscal e as disparidades salariais.

Para já, conseguiram uma primeira vitória: projetar a economia para uma agenda política dominada pela segurança e diplomacia.