Última hora

Misrata tenta sarar feridas enquanto se preparam novos ataques

Misrata tenta sarar feridas enquanto se preparam novos ataques
Tamanho do texto Aa Aa

Depois de terem expulso as tropas pró-Kadhafi da terceira maior cidade da Líbia, os rebeldes tentam agora evitar novas infiltrações.

Grande parte de Misrata está completamente destruída. Os insurgentes reforçaram o dispositivo de segurança em torno da cidade, procurando lealistas que circulam no perímetro da vizinha Sirte.

O repórter da Euronews, Mustafa Bag, relata que as “forças de Kadhafi tinham cercado completamente Misrata, mas não tinham alcançado o centro da localidade. Os confrontos duraram cerca de cinco semanas e mais de 1500 pessoas foram mortas. Na rua Trablus, a mais movimentada da cidade, os edifícios foram arrasados. Agora a população tenta sarar as feridas”.

O Conselho Nacional de Transição afirma que reuniu, aqui, mais de 16 mil combatentes, prontos para atacar, caso as forças de Kadhafi não se rendam.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.