Última hora
This content is not available in your region

Polícia belga desmonta acampamento de "Indignados"

Polícia belga desmonta acampamento de "Indignados"
Tamanho do texto Aa Aa

Perto de 200 “indignados” provenientes de Espanha, França, Holanda e Itália começaram a chegar na tarde de ontem a Bruxelas.

O objetivo dos manifestantes anticapitalistas era de permanecer no Parque Elisabeth, na capital belga, durante uma semana para realizar ações de sensibilização sobre a crise atual e o agravamento das condições de vida.

Os ativistas começaram a montar tendas no parque, mesmo sem a autorização das autoridades belgas.

Este manifestante espanhol diz que “é um sonho realizado para mim e para todos os que vieram, por isso sim estou muito contente.”

Um contentamento que não durou muito tempo. Ao início da noite, a polícia belga começou a desmontar as tendas do parque Elisabeth, perto da basílica nacional. 48 ativistas foram detidos depois de terem recusado deixar o acampamento improvisado.

Durante a semana, os “indignados” vão ficar instalados num edifício desocupado da Universidade de Flandres.

Os ativistas esperam ser recebidos terça ou quarta-feira no Parlamento Europeu. Para dia 15 está prevista uma grande manifestação em Bruxelas.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.