Última hora

Dossiers dos prisioneiros palestinianos nas mãos do presidente israelita

Dossiers dos prisioneiros palestinianos nas mãos do presidente israelita
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente israelita já tem os dossiers dos 477 prisioneiros palestinianos que vão ser libertados em troca de Gilad Shalit numa primeira fase. Os restantes 550 deverão sair das prisões dentro de dois meses.

Em frente à residência de Shimon Peres, algumas dezenas de pessoas protestaram contra a libertação dos prisioneiros. “Apesar de querermos que Gilad Shalit regresse a casa, nós temos de agir com força para o libertar, não temos de nos render ao terror e libertar gente que matou 600 judeus” – afirmou um ativista.

Os nomes dos prisioneiros foram publicados por Israel. De acordo com a lei, os israelitas têm agora 48 horas para apresentarem recurso e tentarem opor-se à libertação dos palestinianos. A troca de prisioneiros deve realizar-se esta semana.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.