Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Rebeldes somalis ameaçam o Quénia

Rebeldes somalis ameaçam o Quénia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Aumenta a tensão entre os rebeldes somalis, shebab e as autoridades do Quénia.

Um porta-voz dos shebab ameaçou atacar o coração dos interesses quenianos se Nairobi prosseguir com a agressão em solo somali.

Os soldados do Quénia atacaram no fim de semana alvos rebeldes no sul da Somália e continuam a avançar pelo território vizinho, sob pretexto de perseguirem os responsáveis por raptos de cidadãos estrangeiros no seu país.

O governo de Mogadiscio vê nesta intervenção uma forma de recuperar terreno aos rebeldes e abençoa a operação. O embaixador somali em Nairobi diz que “o exército do Quénia tem o direito de se defender e de proteger o seu território e o povo e não há nada de errado nisso”.

A operação militar foi desencadeada após o sequestro de dois cidadãos espanhóis que trabalham para a organização Médicos sem Fronteiras (MSF), no campo de refugiados de Dadaab, a uma centena de quilómetros da fronteira com a Somália.

Para além deste caso, já tinham sido sequestradas uma cidadã britânica e uma francesa, na ilha de Lamu, também vizinha da Somália.