Última hora
This content is not available in your region

Comissão Europeia quer investir 50 mil milhões em infraestruturas

Comissão Europeia quer investir 50 mil milhões em infraestruturas
Tamanho do texto Aa Aa

A Comissão Europeia (CE) apresentou um plano de construção de infraestruturas no espaço comunitário que visa dinamizar a economia real e criar empregos. O financiamento, na ordem dos 50 mil milhões de euros, virá do orçamento comunitário para o período 2014 a 2020.

“O objetivo da nossa proposta é simples: a Europa tem de ajudar a construir estradas, caminhos-de-ferro, redes de distribuição de fontes energéticas e de banda larga para a internet, que são muito importantes para os nosso cidadãos e empresas”, anunciou o presidente da CE, José Manuel Barroso.

Para os projetos da rede de transportes estão destinados cerca de 32 mil milhões de euros, enquanto que a internet de alta velocidade e as redes energéticas deverão dividir os restantes 18 mil milhões de euros.

Ao nível das linhas de caminho-de-ferro, a proposta da CE considera prioritários corredores ferroviários mediterrânicos, atlânticos e centrais.

O executivo de Bruxelas quer apoiar projectos realistas, que sejam viáveis a nível de segurança e de respeito pelo meio-ambiente.

“Estamos a tentar, tanto quanto possível, evitar escolher projetos farónicos, que não têm apoio dos governos e que não têm uma visão clara de como vão terminar antes de 2030”, explicou à Euronews o comissário para os Transportes, Siim Kallas.

A CE quer atrair investimento privado de longo-pazo para estes projectos. Com esse fim, propõe um novo instrumento financeiro, denominado Iniciativa Obrigações, que envolverá o Banco Europeu de Investimento.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.