Última hora

Reino Unido: Reações à decisão parlamentar

Reino Unido: Reações à decisão parlamentar
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

David Cameron enfrentou esta segunda-feira a maior rebelião dentro do seu partido, quando cerca de um quinto dos deputados conservadores votaram a favor de um referendo sobre a permanência ou não do Reino Unido na União Europeia.

“Acho que as pessoas não estão contentes com a nossa relação com a União Europeia revelada através de inúmeras sondagens públicas que indicam que uma grande maioria quer um referendo e que uma grande maioria quer sair da União Europeia”, sublinha Nikki Sinclaire membro do Parlamento Europeu.

“Perguntaram-nos se queríamos entrar para o Mercado Comum, que era um tratado comercial. Não tinha nada a ver com união política ou moeda única”, diz uma cidadã britânica.

“Não somos eurocéticos. Somos céticos com a União Europeia. Não tem nada a ver com a Europa.

Gostamos da Europa mas sentimo-nos traídos por uma classe política que lentamente erodiu os nossos direitos e acabou com as nossas liberdades”, protestou um jovem.

“A maioria das pessoas deste país é eurocética. Não querem ser governadas por Bruxelas com membros da União Europeia. A maioria das nossas leis veem de instituições da União Europeia que não prestam contas nem foram eleitas “, diz Robert Oulds, membro do Grupo de Bruges.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.