Última hora
This content is not available in your region

Justiça egípcia condena dois polícias acusados de espancamento

Justiça egípcia condena dois polícias acusados de espancamento
Tamanho do texto Aa Aa

A justiça egípcia condenou a sete anos de prisão dois polícias acusados de espancar de forma “cruel” um ativista, cuja morte ajudou a incendiar a revolta contra o presidente Hosni Mubarak.

A vítima, um jovem de 28 anos, tinha publicado na Internet um vídeo que mostrava dois polícias a partilhar os dividendos de uma apreensão de droga.

Khaled Said morreu em junho do ano passado, quando foi arrastado à força de um cibercafé.