Última hora
This content is not available in your region

Berlusconi sai em silêncio no meio do turbilhão popular

Berlusconi sai em silêncio no meio do turbilhão popular
Tamanho do texto Aa Aa

Ao contrário do que é usual, Silvio Berlusconi não pronunciou publicamente qualquer palavra na noite em que o seu reinado político terminou.

O silêncio de “Il Cavaliere” contrastou com as ruidosas manifestações de festejo junto do Parlamento e do palácio presidencial, onde formalizou a demissão perante Giorgio Napolitano.

O representante do presidente italiano confirmou a retirada de cena do magnata que cessou abruptamente o terceiro mandato político, vergado pela onda de choque que varreu o país.

Berlusconi não perdeu apenas a maioria parlamentar e a chefia do executivo. Os insultos e as vaias de que tem sido alvo denotam uma revolta mais profunda: a Itália enfrenta agora medidas espartanas que vão desde congelamentos salariais até 2014, passando pelo aumento progressivo da idade de reforma, para já no setor privado.

Num misto de celebração e receio pelo que aí vem, a música orquestrada ao pé do palácio presidencial foi o “Aleluia”, de Haendel.