Última hora

Líder de seita amish detido nos Estados Unidos

Líder de seita amish detido nos Estados Unidos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Nos Estados Unidos, acabaram por ser detidos os sete homens da seita dissidente amish, acusados de crimes de ódio.

Entre eles está o líder da comunidade, Samuel Mullet e os três filhos, que terão mesmo fotografado as vítimas.

Os homens em causa são acusados de terem cortado o cabelo e a barba a outros elementos da comunidade de Bergholz, no estado do Ohio.

Algo considerado ofensivo num grupo onde as mulheres não cortam o cabelo e os homens deixam crescer a barba depois do casamento.

Na origem dos ataques, terão estado divisões internas motivadas pela forma como Mullet, dirigia a seita, por ele fundada, com 120 pessoas.

Alguns dizem ter sido alvo de castigos físicos, outros acusam o responsável de utilizar falsos pretextos para se aproveitar de mulheres casadas.

A comunidade religiosa amish é conhecida pelo conservadorismo. As pessoas deslocam-se a pé ou a cavalo. As carroças fazem, por isso, parte da paisagem desta comunidade.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.