Última hora

Última hora

Manifestação em Homs após ação russa na ONU

Em leitura:

Manifestação em Homs após ação russa na ONU

Manifestação em Homs após ação russa na ONU
Tamanho do texto Aa Aa

Uma grande manifestação popular na cidade síria de Homs seguiu-se ao surpreendente projeto de resolução russo nas Nações Unidas contra o regime de Bashar al-Assad. De acordo com o Observatório dos Direitos Humanos sírio no Reino Unido, 200 mil pessoas reuniram-se para mais uma vez protestar contra as autoridades e agradecer a Moscovo.

Ativistas e residentes dizem que as forças da ordem abateram 4 pessoas, mortes que se juntam às mais de 5 mil registadas pelas Nações Unidas desde março.

Numa movimentação inesperada, a Rússia, grande aliada da Síria e fornecedor de armas, apresentou o documento que condena a violência de ambas as partes e faz referência direta à força desproporcionada das autoridades e exige o fim da repressão conta os manifestantes”

A nova posição russa aligeira o impasse no seio do conselho de segurança, pois russos e chineses recusavam apoiar resoluções que fizessem referência direta à repressão sangrenta das autoridades sírias.

Do terreno surgem mais registos da ação de guerrilhas armadas, que serão constituídas na sua maioria por dissidentes das forças armadas sírias.

Artigos relacionados
+ Rússia propõe resolução da ONU sobre a Síria
+ Pillay acusa regime sírio de crimes contra a humanidade