Última hora
This content is not available in your region

Dia particularmente sangrento na Síria apesar de assinatura de acordo no Cairo

Dia particularmente sangrento na Síria apesar de assinatura de acordo no Cairo
Tamanho do texto Aa Aa

A Síria viveu esta segunda-feira um dos dias mais violentos desde o início da contestação contra o regime de Bashar al-Assad.

Segundo o Observatório sírio dos Direitos Humanos, pelo menos 100 pessoas perderam a vida, entre as quais perto de 70 desertores do Exército, abatidos quando tentavam fugir dos postos na província de Idleb.

No Cairo, o vice-ministro sírio dos Negócios Estrangeiros assinou um documento que autoriza o envio de observadores a Damasco, no quadro do plano de saída da crise elaborado pela Liga Árabe. Um plano que o regime sírio tinha já dito aceitar, mas que continuava sem aplicar.

A primeira delegação deverá deslocar-se a Damasco no espaço de três dias.

Em comunicado, os Comités Locais de Organização – que coordenam as manifestações sírias – anunciaram que, no último mês, 937 pessoas foram mortas pelas forças governamentais.