Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Cazaquistão propõe à ONU participar nas investigações dos tumultos

Cazaquistão propõe à ONU participar nas investigações dos tumultos
Tamanho do texto Aa Aa

O Cazaquistão insta as Nações Unidas a participar nas investigações sobre os tumultos que já matarm pelo menos 16 pessoas.

A violência ocorreu na cidade portuária de Janaozen, onde a empresa de gás Kazmunaigas tem uma das maiores infraestururas e na província de Aktau.
 
Ao mesmo tempo sabe-se que a empresa estatal de gás vai substituir um dos diretores, Bolat Akchulatov, que tinha iniciado funções há apenas 2 meses. 
 
Os trabalhadores da empresa petrolífera exigem melhores condições de trabalho e aumentos salariais.
 
As autoridades do Cazaquistão afirmaram que os confrontos têm sido provocados pelos grevistas, mas por outro lado a ONU mostra-se inquieta perante a violência das forças de segurança com os manifestantes.
 
A empresa assegurou que a produção retomou os níveis normais.