Última hora
This content is not available in your region

Israel pretende instaurar data oficial para assinalar genocídio arménio

Israel pretende instaurar data oficial para assinalar genocídio arménio
Tamanho do texto Aa Aa

O tema tem sido amplamente polémico e agora pode tornar-se ainda mais incendiário.

Uma comissão do parlamento israelita abriu um debate destinado ao reconhecimento do genocídio arménio e à instauração do dia 24 de Abril como a data oficial que assinala o massacre daquele povo às mãos do Império Otomano.

Seja ou não aprovado o texto, é mais uma acha para a fogueira que queima as relações entre Israel e a Turquia. As ligações diplomáticas, comerciais e militares entre os dois países estão suspensas, depois da morte de nove ativistas turcos, pelo exército israelita, que tentavam furar, via marítima, o bloqueio militar a Gaza em Maio de 2010.

Na semana passada, a questão arménia afastou Ancara de Paris. O parlamento francês aprovou a penalização legal da negação do genocídio, inflamando os ánimos. A retaliação turca começou pela acusação de que os franceses cometeram um genocídio na Argélia.