Última hora
This content is not available in your region

China recusa pagar taxa europeia sobre emissões de CO2

China recusa pagar taxa europeia sobre emissões de CO2
Tamanho do texto Aa Aa

A China junta-se às críticas internacionais à taxa europeia sobre as emissões de carbono das companhias aéreas.

O ministro dos Negócios Estrangeiros chinês afirmou-se oposto à nova legislação que entrou em vigor no dia 1 de Janeiro.

O responsável da associação que agrupa as quatro maiores companhias aéreas chinesas garantiu também que não vai cooperar com o novo sistema e que Pequim estaria a estudar eventuais represálias ao nível diplomático e financeiro.

A nova legislação obriga as companhias aéreas a pagarem uma taxa sobre 15% das emissões anuais de CO2, sob pena de se verem banidas do espaço aéreo europeu.

Uma medida que pretende amealhar fundos para o combate ao aquecimento global, mas que é vivamente criticada também por países como Rússia e Estados Unidos.

Washington que considera a medida discriminatória tinha interposto um recurso contra a lei nos tribunais britânicos, rejeitado em Dezembro pelo Tribunal Europeu de Justiça.