Última hora
This content is not available in your region

Prémio Chatham House para Suu Kyi

Prémio Chatham House para Suu Kyi
Tamanho do texto Aa Aa

Libertação de todos os presos políticos e eleições livres. Estes foram alguns os reptos lançados pelo chefe da diplomacia britânico ao governo civil da Birmânia e partilhados pela líder da oposição.

No segundo e último dia da visita ao país, William Hague entregou a Aung San Suu Kyi, o prémio Chatham House 2011, que distingue os que mais contribuíram para a melhoria das relações internacionais.

Esta é a primeira visita de um chefe da diplomacia britânica à antiga colónia em cerca de seis décadas e a primeira de um representante dos 27, desde março, após a dissolução da junta militar.

A transferência de poder para o novo governo civil foi sinónimo de mudanças no país, desde logo, no que toca à alteração da lei dos partidos, o início do diálogo com a líder da oposição e a libertação de centenas de presos políticos. Mas muitos continuam detidos. Estima-se que nas cadeias estejam entre 600 e 1.500 presos políticos.

Uma situação que o ministro dos Negócios Estrangeiros britânico quer ver corrigida com vista ao reconhecimento da comunidade internacional e ao levantamento das sanções.