Última hora

África do Sul: centenário do ANC não esconde divisões internas

África do Sul: centenário do ANC não esconde divisões internas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O partido que derrotou o Apartheid na África do Sul encerrou este domingo, no estádio de Bloemfontein, as comemorações do seu centenário.

Foi nesta localidade que, a 8 de Janeiro de 1912, o mais antigo movimento de libertação do continente africano foi formado.

As comemorações foram conduzidas pelo presidente e líder do Congresso Nacional Africano. Jacob Zuma disse que “é um momento de celebração para todo o povo da África do Sul que, com o apoio do continente e do Mundo, destruiu a opressão colonial e o Apartheid”.

Mas, apesar do ambiente festivo, o partido está hoje muito longe do estatuto quase “mitológico” de que gozava sob a liderança de Nelson Mandela.

O aniversário não conseguiu esconder as divisões internas, nem o descontentamento popular com os graves problemas económicos e sociais e os escândalos de corrupção que envolveram nos últimos anos vários líderes do partido.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.