A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Iémen: violência em Taiz depois de acordo de amnistia para Saleh

Iémen: violência em Taiz depois de acordo de amnistia para Saleh
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A cidade iemenita de Taiz voltou a registar violentos confrontos entre opositores e apoiantes do presidente Ali Abdullah Saleh.

Bastião das atividades anti-regime, a cidade tem sido palco de manifestações multitudinárias, às quais o exército respondeu várias vezes com a força.

Os confrontos desta segunda-feira acontecem depois do governo interino ter chegado a acordo para conceder uma amnistia ao presidente cessante, com o objetivo de acelerar a transição de poder.

A decisão surpreendeu muitos, que esperavam que Saleh obtivesse imunidade pela morte de manifestantes, mas não pela totalidade dos 33 anos em que se manteve no poder.

Muitos iemenitas pretendem que o presidente seja levado perante a Justiça e dizem-no claramente nas ruas.

A capital, Saná, voltou a ser palco este domingo de uma manifestação anti-Saleh.

Entre os cerca de quatro mil participantes, podiam ver-se nomeadamente soldados, num sinal de que o chefe de Estado tem um controlo cada vez mais frágil sobre as forças armadas.