A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Islamitas vencem legislativas no Egito

Islamitas vencem legislativas no Egito
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Pela primeira vez, na história do Egito, os islamitas apresentaram-se como partidos politicos às eleições legislativas, depois de muitos anos de interdição, nos regimes precedentes.

Neste primeiro Parlamento eleito democraticamente e constituído por 498 eleitos, e 10 nomeados pelo presidente, os islamitas foram a surpresa, refletindo a tendência da sociedade egípcia.

O partido “Liberdade e Justiça” obteve dez milhões de votos e 127 mandatos. O “Al Anour” sete milhões e meio e 96 mandatos”

A estes números, somam-se os eleitos pelos circulos uninominais, o que perfaz, para o partido “Liberdade e Justiça” 235 mandatos e para o Al Anour 119.

Os restantes 144 lugares são distribuídos pelos pequenos partidos.

Mas a maior surpresa é o número de mulheres eleitas, apenas 10, apesar da grande participação feminina.

Hassan Nafea, professor de Ciência Política, na Universidade do Cairo, diz que uma coligação está fora de causa:

“Penso que a corrente islâmica não pode agir como um bloco unificado, em forma de coligação, porque isso iria mudar, em função dos problemas”.

Depois destas eleições que confirmaram a hegemomnia islamista no primeiro Parlamento eleito democraticamente, o Egito entra numa nova fase da sua História.