A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

TPI desmente ministro da Justiça líbio

TPI desmente ministro da Justiça líbio
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Tribunal Penal Internacional, ainda, não decidiu se Saif al-Islam vai ser julgado na Holanda ou na Líbia.

A posição do TPI contraria informações avançadas antes pelo ministro da Justiça líbio que dava como certo o julgamento em Trípoli.

Em junho, o TPI acusou Saif al-Islam de crimes contra a humanidade na revolta que levou à queda de Muammar Kadhafi, em agosto.

O filho do ex-líder líbio, de 39 anos, acabou por ser detido, em novembro, no sul da Líbia.

Apontado, em tempos, como sucessor de Khadafi, al-Islam reclama inocência, mas se for julgado na Líbia, arrisca-se a uma pena de morte.

Trípoli quer julgar em casa um dos símbolos do antigo regime. O Tribunal Penal Internacional quer garantias de que Saif al-Islam vai ter um julgamento justo.